12 de mai de 2018

Tocando em Frente

Tocando em Frente é uma das músicas brasileiras mais lindas de todos os tempos.
Foi composta por Renato Teixeira e Almir Satter e originalmente gravada em 1990 por Maria Bethania.
Em 2012 no programa Viola minha Viola da TV Cultura de São Paulo, Almir Sater foi perguntado por Inezita Barros no que ele se inspirou para fazer a música. Sater respondeu que tinha ido jantar na casa de Renato Teixeira de quem é amigo, pegou um violão do filho de Renato que estava encostado e começou a dedilhá-lo e que veio em sua cabeça uma melodia e Renato começou a escrever a letra.
O resto todos nós sabemos.


Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei
Ou nada sei

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Todo mundo ama um dia
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora

Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz



26 de abr de 2018

The Joe Perry Project

Em 1979, Joe Perry abandona o Aerosmith e parte para uma carreira solo. Grava 3 álbuns:
Let The Music To The Talking em 1980
I've Got The Rock 'n' Rolls Again em 1981
Once a Rocker, Always a Rocker em 1983
Logo depois retorna ao Aerosmith de onde não saiu mais. Ainda assim gravou mais um álbum.
Have Guitar, Will Travel em 2009

É redundante dizer que trata-se de um dos maiores guitarristas da história do rock.
Abaixo 3 vídeos do projeto solo da fera.

                                                   "East Coast, West Coast"

"I've Got The Rock 'n' Rolls Again"

                                                "Let The Music To The Talking"


7 de mar de 2018

Especial com Paul McCartney


Em 05.03.2018 o programa Direto da Toca da Rádio Stay Rock Brazil realizou um especial de duas horas de duração o músico Paul McCartney. Um pouco da história da fera e muita música rolou no programa. Quem não conseguiu ouvir no dia pode fazê-lo aqui pelo blog.
Basta clicar AQUI e ouvir o programa.

2 de mar de 2018

28 de nov de 2017

Palácio Quitandinha - Petrópolis, Rio de Janeiro


Estive visitando em Novembro de 2017 o Hotel Palácio Quitandinha que fica localizado em Petrópolis, Rio de Janeiro, construído em 1941 por Joaquim Rolla para ser o maior cassino da América Latina. É um lugar simplesmente fantástico e um ponto obrigatório de visita para quem está na cidade. Tirei inúmeras fotos de todos os lugares e publico aqui no blog algumas delas.

















 Texto sobre o Quitandinha extraído da Wikipédia

Construído em 1944 por Joaquim Rolla e Antonnio Faustino para ser o maior hotel cassino da América Latina, seu estilo arquitetônico utiliza o rococó hollywoodiano (internamente) e o normando-francês (externamente) - este último bastante presente na arquitetura de Petrópolis devido à colonização alemã. O terreno era propriedade do sr. Antonnio Faustino, engenheiro-chefe e vice-diretor da Estrada de Ferro Central do Brasil, cuja irmã, Margherita, se casou com Joaquim Rolla. Antonnio já era proprietário do Castelo de Montebello.
Em 30 de maio de 1946, o presidente Eurico Gaspar Dutra decretou a proibição do jogo no Brasil e o Quitandinha a partir da década de 1960 começou a ter dificuldades para sobreviver somente como hotel. Seu alto padrão exigia alto custo a seus hóspedes e sem o cassino começou a perder para concorrentes da época localizados mais próximos das classes mais abastadas e das maiores esferas de poder, como o Hotel Glória e o Copacabana Palace Hotel. Em 1962 o Palácio Quitandinha deixava de funcionar como hotel.
Seus apartamentos foram vendidos por Joaquim Rolla a partir de 1963, e o famoso hotel tornou-se então um sofisticado e singular condomínio na cidade de Petrópolis. Sua parte social de lazer e eventos foram agregados ao Condomínio.
Pela extremamente ampla infraestrutura de lazer e seus não muitos moradores, o condomínio utilizou por algum tempo parte de seu espaço como clube de alto padrão, porém a elevação da inflação no Brasil e a ascensão de outros pólos de turismo no estado do Rio como o litoral fluminense (Cabo Frio, Armação dos Búzios) fizeram que logo voltasse a ser mantido somente por seus condôminos.
Atualmente o Condomínio possui parque privativo, paisagístico, piscinas, boliche, patinação no gelo, teatros, seu lago no formato do Brasil e restaurantes. Sua administração da área social e histórica fora terceirizada ao Sesc.