27 de mai de 2014

Made in Brazil é Rock de Verdade

Oswaldo e Celso Vecchione clicados por Clarissa Lambert
Se você está interessado na história do rock brasileiro, coloque na sua cabeça que uma das coisas fundamentais é conhecer o trabalho da banda Made in Brazil. Formada em 1967 no bairro da Pompéia em São Paulo, pelos irmãos Oswaldo Vecchione e Celso "Kim" Vecchione, a banda está há mais de 40 anos na ativa. Gravaram seu primeiro álbum em 1974 e já fiz aqui no blog um texto sobre isso. LEIA AQUI
Atualmente está sendo produzido um Filme/Documentário sobre a história da banda e em breve será lançado. Esse ano o Made in Brazil já está ensaiando a tour de comemoração dos 40 anos de lançamento do primeiro álbum.
Veja um teaser do filme que além dos depoimentos dos irmãos Vecchione, verdadeiras lendas vivas do rock brasileiro, conta com outras grandes feras comentando sobre o que é o Made in Brazil, como Pepeu Gomes, Frejat (Barão Vermelho) e Paulo Miklos (Titãs), entre outros.



A música "Rock de Verdade" foi gravada no álbum com o mesmo nome em 2008. Veja o vídeo.



Segue agora os links diretos para você acompanhar a trajetória da banda ao longo das últimas quatro décadas, através do site oficial e na rede social Facebook. Você encontra vídeos, notícias, novidades, enfim, tudo sobre o Made in Brazil. Vale a pena conferir essa história.

Site oficial:
http://www.bandamadeinbrazil.com.br/

Página oficial da banda no Facebook:
https://www.facebook.com/madeinbrazilbanda

Link para o grupo oficial da banda no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/589773574400477/

Página oficial do Celso Vecchione no Facebook:
https://www.facebook.com/pages/Celso-Kim-Vecchione/1411962702413976

Página oficial do Oswaldo Vecchione no Facebook:
https://www.facebook.com/oswaldovecchione

Página oficial do Filme/Documentário do Made in Brazil no Facebook:
https://www.facebook.com/DocumentarioMadeinBrazil

"Essa é uma banda Made in Brazil...só pra tocar rock and roll"
Long Live Made in Brazil


22 de mai de 2014

A História das Ferrovias no Brasil

Abro espaço aqui no blog para um livro que é uma obra indispensável para quem gosta da história das ferrovias brasileiras, tão abandonadas ao longo das últimas décadas.
Tem muita história e muitas fotos.
Não sou especialista no assunto. Apenas um apreciador dessa história fantástica mas que deprime ao encarar a situação em que se encontra a malha ferroviária no país ultimamente.
O livro foi realizado por João Emilio Gerodetti e Carlos Canejo.
Segue abaixo algumas fotos de um exemplar do livro. 









21 de mai de 2014

O caos no trânsito é culpa de quem?

Andar de carro nas grandes cidades do país tem sido uma tarefa dificílima.
As pessoas andam estressadas, cansadas, preocupadas e isso tudo reflete no trânsito. Motoristas de carros, ônibus e caminhões já não se respeitam e quando chega a vez dos motoqueiros, aí a situação só complica. Há uma disputa por espaço que um olhar é capaz de causar uma briga sem precedentes. As pessoas estão considerando seus veículos como uma extensão do próprio corpo. Não! Não é! E você também não é o dono do trânsito! Não existe mais respeito. Ninguém se entende e salve-se quem puder.
Como chegamos a tal situação? Reflita.
Várias cidades pequenas, também já estão passando por isso.
É um assunto complicadíssimo e não existe solução a curto prazo. Esse caos já vem sendo construído ao longo de décadas.
Porém, uma coisa é absolutamente certa: as regras de trânsito foram criadas para serem cumpridas. É o mínimo que você pode fazer para tentar melhorar o problema.
Assista ao desenho do Pateta que compartilho aqui no blog, logo abaixo do texto, realizado em 1950. Sacou? 1950, e veja se você não é parte de problema.

17 de mai de 2014

Separe o joio do trigo no seu blog

Criar um blog nos últimos anos tem sido uma das tarefas mais fáceis na internet. Você escolhe a plataforma adequada ao seu estilo, um título e pronto. É gratuito e você mesmo monta o seu layout que as principais plataformas te oferecem. Feito isso, o próximo passo é escolher um assunto específico para escrever, compartilhar com a blogsfera ou até mesmo variados assuntos, que na minha opinião é o correto.
Tudo vai indo muito bem e você fica feliz em poder compartilhar com o mundo - sim, é com o mundo - o que quer registrar. Seja um comentário, um poema, uma música, uma história, fotografias, matérias jornalísticas e tantos outros assuntos que pronto, você está interagindo com o mundo.
Divulgar entre os amigos é fundamental e a partir daí se as pessoas se interessarem naquilo que você escreve, o caminho para o prazer está aberto. Divulgue nas redes sociais e faça novos amigos que na maioria esmagadora das vezes são apenas virtuais.
Tudo bem? Feliz e cheio de esperança nessa nova vida. Porém, você não contava com os aproveitadores e hipócritas de plantão? Pois é. Eles existem e não são poucos.
Na maior parte dos comentários que você acaba recebendo em seu blog, escrevem: "Olá, tudo bem? Adorei seu texto. Passa no meu blog também. Abraço". A pessoa coloca o link do blog e pronto, acha que interagiu.
Não passa de papo furado. Não leu seu texto e só está interessado mesmo é em divulgar o blog dele através da troca de favores. Como um ato político, eu te ajudo mas você tem que ajudar também.
No começo você acha legal e acaba fazendo o mesmo. Mas com o tempo, fica fácil perceber quais são as pessoas que realmente estão interessadas e gostam do que você escreve.
O entusiasmo com o blog é tão grande, que muitas vezes os fanáticos o chamam de "meu filho".
Quando a ficha cai, você começa a ficar de saco cheio. Mas para isso não precisa deletar seu blog. Esse erro eu cometi em 2011 quando deletei meu blog "Toca do William", onde cheguei a ter por volta de 1.500 seguidores. Hoje isso não me interessa mais. Criei o "Disciplina Frustrada" e sem nenhuma obrigação de escrever pontualmente todos os dias. Faço quando tenho vontade.
Um amigo me disse: "cara, se você conseguir atingir positivamente uma só pessoa que se seja, seu trabalho já está realizado". Essa é a mais pura verdade. 
Evidentemente o que escrevi nesse texto, não é uma verdade absoluta. Longe disso.
Escrever no seu blog é ótimo. Só não deixe se tornar um vício tal qual uma droga lícita ou ilícita, onde você fica completamente dependente e aí só estarão ao seu lado os hipócritas plantonistas.
Pense nisso e seja feliz.
Um salve para os blogueiros inteligentes.

16 de mai de 2014

Sou contra a Copa do Mundo no Brasil sim! E daí?

Sou contra a Copa do Mundo sim! Aliás, acho que todo brasileiro de bom senso é contra. Não por causa do evento em si e sim pela bandalheira de corrupção que envolve todo o evento. O Brasil não merecia sediar esse evento e quem me acompanha sabe que escrevo sobre isso desde quando fomos escolhidos.
Não importa se é o PT ou outra porcaria de partido político que está envolvido nas corrupções e manifestações. Manifestações ridículas por sinal, pois claramente tem cunho político. Não tem santo nessa história. São todos corruptos e corruptíveis. Apenas me espanta o fato do PT, partido que votei desde os anos 80 até 2003 e que me tirou qualquer prazer político, realizar exatamente tudo aquilo que todos os outros que estiveram no poder realizaram. Ou seja, corrupção, falácias, mentiras e lavagem cerebral naqueles que não conseguem usar a massa encefálica que possuem. Porra PT, logo você em quem tanto acreditei?
Essas manifestações só provam o caos que já está instalado no país. Um país de merda onde as pessoas que necessitam da saúde pública dormem no chão dos hospitais. Onde o transporte público é um lixo. Onde a educação está uma porcaria com nossos jovens totalmente sem rumo. Onde o saneamento básico fede mais a cada dia que passa. E a segurança? Ah, essa já não existe mais. Pra você que critica a polícia, o dia que tu tiver seu carro roubado, sua casa roubada, seu estabelecimento comercial depredado por vândalos "manifesteiros" (como diria Odorico Paraguaçu) ou se alguém da tua família for assassinado covardemente por um bandido, lembre-se de não acionar a polícia e só chorar sua perda bem calminho(a) na sua cama.
Foda-se a Copa do Mundo sim! O Brasil não merece.
Mesmo assim, vamos em frente. Bom dia pra todos.
Ride on...


11 de mai de 2014

Um capítulo abandonado na história da ferrovia de Araras-SP

Local: Estação Elihu Root, Araras, São Paulo, Brasil.
Situação em 10.05.2014: Completamente abandonada.
Elihu Ruth era Secretário de Estado do Governo Norte-Americano em 1906. Esteve no Brasil naquele ano e visitou a Fazenda Santa Cruz na cidade de Araras, interior paulista. A Cia Paulista de Estradas de Ferro prestou uma homenagem a ilustre visita, mudando o nome dessa estação que se chamava "Guabiroba". 
A Estação foi inaugurada no dia 30.09.1877. Em Fevereiro de 1977 foi desativada e hoje está completamente abandonada e correndo sérios riscos de desabar.
Mais um pedaço da história da ferrovia que termina em total descaso e tristeza.
Abaixo, algumas fotos feitas por mim em 10.05.2014.

Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Guichê Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Armazém da Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Parte interior da Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Sofá na Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Teias de aranha na Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Teto da Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014

Sem trilhos. Estação Elihu Root - Araras - SP - Ano 2014


 

9 de mai de 2014

Vagões de trens na Estação Rio Claro, São Paulo.

O descaso do governo ao longo de décadas com as ferrovias no Brasil, é nítido. Uma pena que um país tão grande como o nosso, não invista no transporte ferroviário como deveria. Hoje, 09 de Maio de 2014, estive em Rio Claro, cidade do interior de São Paulo e pude constatar um pouco do descaso com nossas ferrovias. Fazendo uma rápida pesquisa, fui informado que a estação está desativada desde os anos 90. O prédio da estação foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1985.
Segue abaixo algumas fotos que fiz com vários vagões acidentados, armazém abandonado e sem perspectiva de recuperação.