21 de mai de 2014

O caos no trânsito é culpa de quem?

Andar de carro nas grandes cidades do país tem sido uma tarefa dificílima.
As pessoas andam estressadas, cansadas, preocupadas e isso tudo reflete no trânsito. Motoristas de carros, ônibus e caminhões já não se respeitam e quando chega a vez dos motoqueiros, aí a situação só complica. Há uma disputa por espaço que um olhar é capaz de causar uma briga sem precedentes. As pessoas estão considerando seus veículos como uma extensão do próprio corpo. Não! Não é! E você também não é o dono do trânsito! Não existe mais respeito. Ninguém se entende e salve-se quem puder.
Como chegamos a tal situação? Reflita.
Várias cidades pequenas, também já estão passando por isso.
É um assunto complicadíssimo e não existe solução a curto prazo. Esse caos já vem sendo construído ao longo de décadas.
Porém, uma coisa é absolutamente certa: as regras de trânsito foram criadas para serem cumpridas. É o mínimo que você pode fazer para tentar melhorar o problema.
Assista ao desenho do Pateta que compartilho aqui no blog, logo abaixo do texto, realizado em 1950. Sacou? 1950, e veja se você não é parte de problema.

4 comentários:

  1. 'seria cômico se não fosse trágico " e ainda por cima ele é seu xará rsrsrsr, é realmente complicado o problema, mesmo com toda a engenharia envolvida, mesmo aqui onde moro numa pequena cidade do interior paulista com apenas noventa mil habitantes, nos finais de semana, é visível a mudança, pois esta região onde moro por ser de clima muito agradável, pessoas da capital compram chácaras, e vem pra cá pra desestresssar, estressando os daqui rsrsrsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há várias cidades pequenas com problemas também. Falta engenharia de trânsito, falta cultura, falta educação nas pessoas. O bom senso tá indo pro beleléu. Valeu Luiz, abraço.

      Excluir
  2. Will, não vejo solução à vista, nem a médio ou longo prazo, o problema do trânsito é um problema de consciência e reeducação, e pra mudar essa consciência e o respeito ao próximo, leva-se tempo, e falo isso com um pouco de propriedade de causa, até o fim do ano passado, eu estava exercendo a função de agente de trânsito aqui em Recife, me estressei (por que terá sido? rs) e pedi pra trabalhar interno, agora tenho uma qualidade de vida incrível, e, na prática, vi como se comporta o condutor brasileiro, mal educado, arrogante, pedante, errado e nunca querendo dar o braço a torce, enfim, sem generalizar, claro, tem pessoas conscientes e que dirigem certo, mas a parcela é pouca, enfim, falar do caos do trânsito é complicado, e no mês passado fiz um texto semelhante a esse no meu blog.

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, também não vejo solução. O problema é comportamental e quando entra o ser humano meu amigo, fica impossível. É triste mas é a realidade. Abraço.

      Excluir

Olá
Deixe seu comentário e identifique-se.
Credibilidade é tudo.
Grande abraço e obrigado.